The CH Series V: JEWISH GHETTO OF ROME

ghetto-roma-mel-rose-place-012

ghetto-roma-mel-rose-place-011

ghetto-roma-mel-rose-place-013

ghetto-roma-mel-rose-place-020

ghetto-roma-mel-rose-place-015

ghetto-roma-mel-rose-place-016

ghetto-roma-mel-rose-place-018

ghetto-roma-mel-rose-place-002

ghetto-roma-mel-rose-place-001

ghetto-roma-mel-rose-place-008

ghetto-roma-mel-rose-place-007

ghetto-roma-mel-rose-place-006

Hoje Cultura Hipster acompanha-nos a um dos bairros com mais história de Roma; o gueto judeu. Considerado um dos guetos mais antigos do mundo, foi também o último de Europa que ficava de forma legal em 1870, quando foi abolido por Vittorio Emanuele II. Passear por suas ruas é percorrer a intensa história hebréia em Europa; como a Via Catalana, que recorda a chegada dos judeus catalães após ser expulsados de Espanha em 1942, ou a Via della Lungara, onde durante a ocupação nazista foram concentradas mais de mil pessoas dantes de ser transladadas a Auschwitz e das que só regressaram 17. Ainda podemos encontrar entre seus habitantes a alguns sobreviventes àquele trágico episódio que contam histórias arrepiantes. De todos modos, hoje o bairro é uma mistura de culturas integrado na Roma cosmopolita, famoso sobretudo por seus bares e restaurantes além de por a espetacular sinagoga.

Nas fotos podeis ver também um dos quase 2500 nasoni que há em Roma, fontes que distribuem água potable fresquísima (fria inclusive em agosto!) que corre sem parar. Sobra dizer que sou a máxima fã dos nasoni; à margem dos monumentos, acho que são a coisa da que mais gosto da cidade.

Mais fotos e curiosidades na web de Cultura Hipster.

Camisa: Vintage // Shorts: Zara // Sandálias: Zara // Bolsa: Vintage

Il you like it, like it! :)

Share This Story

Beauté

You May Also Like

Loading Facebook Comments ...
Loading Disqus Comments ...

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>